27 vezes mais investimento e Força Aérea 18 vezes maior: comparando os Exércitos de EUA e Brasil

João de Mari
·3 minuto de leitura
Sem citar o nome de Biden, disse que uma solução “apenas pela diplomacia não dá” e que “depois que acabar a saliva tem que ter pólvora” (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)
Sem citar o nome de Biden, disse que uma solução “apenas pela diplomacia não dá” e que “depois que acabar a saliva tem que ter pólvora” (Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil)

"Quando acabar a saliva, tem que ter pólvora”, disse o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta terça-feira (10), reagindo às possibilidades do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, de aplicar sanções econômicas ao Brasil diante da condução frágil do governo no combate ao desmatamento na Amazônia.

Acontece que o Brasil teria uma enorme desvantagem em um possível confronto com os EUA. Isso porque o poder do Exército Brasileiro é bem menor do que o norte-americano. Para se ter ideia, o número de investimento nos EUA chega a ser 27 vezes maior do que o brasileiro e a Força Aérea americana, por exemplo, é 18 vezes mais equipada.

De acordo com o site GPF Strength in Number, que mede o Índice Global de Potência de Fogo de 106 países, os EUA aparecem como a nação com os militares mais poderosos do mundo. O Brasil está em 10º lugar.

Leia também

O Investimento de Defesa do Exército do Brasil é de US$ 27,800,000,000, enquanto o dos EUA é de US$ 750,000,000,000, segundo o levantamento do site. O Poder de Compra do brasileiro é de $3,300,000,000,000, já o dos EUA chega a $19,850,000,000,000.

O Brasil também perde na Força de Combate. São 437 tanques de guerra do Exército Brasileiro, contra 6.289, ou seja, mais de 14 vezes menor do que os EUA. Os norte-americanos têm ainda 6.289 veículos armados à disposição para um eventual combate, enquanto os brasileiros apenas 1.820.

O Brasil só é “melhor” dos que os norte-americanos em dois quesitos navais: 7 fragatas contra nenhuma dos EUA; tem também 22 patrulhas costeiras contra 13.

Confira a tabela do comparativo entre 10 quesitos de força armada dos Exércitos do Brasil e EUA.

BRASIL

EUA

Investimento em Defesa

$27,800,000,000

$750,000,000,000

Poder de compra

$3,300,000,000,000

$19,850,000,000,000

Força Aérea Total

715

13,264

Força Áerea de Combate

43

2,085

Helicópteros

242

5,768

Tanques de Combate

437

6,289

Veículos Armados

1,820

39,253

Lançadores de mísseis

84

1,366

Patrulha Costeira

22

13

Fragatas

7

0

Para chegar a esse resultado, o site utilizou uma base de dados que inclui o número de força de combate como tanques de guerra, aeronaves, investimentos entre outros. Os dados compilados são referentes ao ano de 2019.

O Yahoo! Notícias entrou em contato com o Exército Brasileiro pedindo dados sobre poder aéreo, terrestre, naval, logística e recursos, porém, recebeu uma ligação dizendo que o prazo para resposta seria de no mínimo uma semana.

Por esse motivo, mudou a demanda e pediu apenas os valores dos investimentos e modernização do último ano. Mesmo assim, não obteve resposta até a publicação.

A reportagem também solicitou os dados para o Ministério da Defesa sobre investimentos e modernização dos três poderes das Forças Armadas: aéreo, terrestre e naval. Porém, também não teve resposta até a publicação da matéria.