29,6% dos desempregados estão buscando trabalho há mais de 2 anos

O Brasil encerrou o 2º trimestre deste ano com 4,3 milhões de desalentados (Getty Image)
O Brasil encerrou o 2º trimestre deste ano com 4,3 milhões de desalentados (Getty Image)
  • 3 a cada 10 pessoas que buscam por emprego estão procurando há mais de dois anos

  • Levantamento do IBGE mostrou que 2,985 milhões de pessoas estão nessa lista

  • Só é considerado desempregado quem busca por uma posição no mercado de trabalho

A busca por uma recolocação no mercado de trabalho não é fácil. É por isso que 3 a cada 10 pessoas que buscam por emprego estão procurando há mais de dois anos.

Dados divulgados nesta sexta-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que no final do 2º trimestre deste ano, o número de trabalhadores desempregados a mais de 24 meses era de 2,985 milhões, o equivalente a cerca de 29,6% do total de pessoas sem trabalho no país, estimado em 10,080 milhões.

O levantamento mostra ainda que a trabalho ao final do 2º trimestre deste ano estava na fila do desemprego há mais de um mês. Os que buscavam nova colocação há menos de 1 mês somavam 15,7% do percentual levantado pelo IBGE.

Entre os que buscam por serviço, Centro-Oeste era a que tinha a maior proporção (50,2%) de pessoas na fila de 1 mês a menos de 1 ano. O segundo lugar fica com a Região Sul (50%). Na pesquisa, a menor proporção de desempregados foi observada no Nordeste (37,4%).

De acordo com o estudo, o Brasil encerrou o 2º trimestre deste ano com um contingente de 4,3 milhões de desalentados (pessoas desistiram de buscar uma vaga no mercado de trabalho).

Vale lembrar que só é considerado desempregado o trabalhador que não tem uma posição no mercado de trabalho e está, efetivamente, em busca de uma vaga de emprego.