3 - Guido Mantega e marqueteiros serão ouvidos no TSE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O relator da ação que julga a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer, Herman Benjamin, aproveitou a reabertura do prazo para as alegações da defesa e a consequente interrupção do julgamento para apresentar uma questão de ordem.

Após votação entre os ministros, o tribunal decidiu acatar o pedido de oitivas do ex-ministro Guido Mantega, do marqueteiro João Santana e de sua mulher, Mônica Moura, e de André Santana.

O TSE também aprovou o prazo de cinco dias para as alegações finais da defesa.

SESSÃO

Após menos de duas horas de duração, o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), encerrou a primeira sessão do julgamento da cassação da chapa Dilma-Temer.

Os ministros voltam a se reunir às 19h desta terça-feira (4).