31 formas de cuidar de si mesmo quando sua saúde mental vai mal

Há dias em que tudo parece dar errado.

Alguns dias são mais difíceis do que outros quando estamos lutando contra problemas de saúde mental. No entanto, mesmo nos dias mais complicados, ainda precisamos cumprir com nossas responsabilidades na escola, no trabalho e na vida.

É por isso que pedimos que a comunidade de saúde mental do site Mighty compartilhasse algumas formas gratuitas ou baratas de cuidar de si mesmo, se você não tem condições de “tirar o dia para cuidar da sua saúde mental.” Quando a escola, o trabalho, as responsabilidades e o dinheiro nos impedem de ter uma folga, ou as férias que precisaríamos para alcançar um equilíbrio, pequenas coisas ao longo do dia também podem ser de grande ajuda.

Estas são algumas recomendações que recebemos:

  1. “Às vezes eu gosto de fazer um caminho mais longo até chegar em casa para ter alguns minutos sozinha com meus pensamentos, pois estou sempre fazendo coisas pelos outros e há momentos em que a quietude me faz bem. Ou posso caminhar até o local onde estacionei meu carro, em vez de pegar o trem para fazer um pouco mais de atividade e queimar um pouco da minha energia nervosa”. — Laura G.
  2. “Às vezes eu faço uma lista de todas as minhas preocupações por escrito, amasso o papel e jogo fora. Eu me dou um mimo pequeno, como um café ou um docinho, e mando uma mensagem para alguém que amo”. — Shyla H.
  3. “Uso meu intervalo no trabalho como uma pausa do convívio com as pessoas. Procuro um local silencioso e ouço música para me “reconectar” comigo mesma”. — Alyssa K.
  4. “Eu procuro um balanço, começo a me balançar, fecho os olhos e finjo que estou voando”. — Cassie F.
  5. “Abrace alguém ou algo. Uma pessoa, um animal de estimação, um bicho de pelúcia, um travesseiro – aquilo que lhe traz mais conforto. Isso pode ajudar a se sentir mais conectado com o mundo real”. — Jessica C.
  6. “Usando a ponta do seu dedão, pressione o lóbulo das suas orelhas, movendo-o para fazer uma automassagem. Pressione também a região logo abaixo da sua clavícula, e expire, fazendo barulho e usando a barriga. Repita uma afirmação durante a expiração”. — Marla H.
  7. “Eu tenho um painel no Pinterest chamado ‘Dia Melhor’ com memes engraçados, animais fofos e qualquer coisa que coloque um sorriso no meu rosto”. — Josephine C.
  8. “Tire 10 minutos para ficar sozinho, ir a algum lugar calmo, respirar profundamente e repetir um ou dois mantras”. — Beenie R.
  9. “Eu fiz uma lista com todas as minhas músicas preferidas. Ouvi-las altera o meu humor, mesmo que seja apenas por algumas horas”. — Au’Brie M.
  10. “Enquanto eu me recuperava de uma tentativa de suicídioe estava morando em uma residência comunitária, eu aprendi a tocar o ukulele. Três anos depois, ainda recorro a ele quando estou tendo um dia difícil”. — Rob F.
  11. “Costumo ler livros de autoajuda e livros sobre o meu distúrbio. É como ter um terapeuta ao seu lado dando dicas e compartilhando truques para lidar com seus sintomas”. — Kate P.
  12. “Assista a vídeos de gatos fofos no YouTube! Ou cachorros, ou pássaros, seja qual for a sua preferência. Os animais fofos sempre transmitem aquela sensação calorosa de que as pessoas precisam. É como se fosse um abraço”. — Sarah C.
  13. “Ouvir música e reorganizar as coisas. Isso ajuda a me acalmar, redefinir meu foco e canalizar meu dia ruim em decorrência da minha saúde mental para algo produtivo. Depois, quando sinto que fiz algo útil, fico muito melhor comigo mesma. Isso é particularmente importante quando estou com muita ansiedadeporque ajuda a direcionar minha energia ansiosa a outra coisa, ou quando eu sinto a chegada de um episódio maníaco e sei que aquela energia precisa ser liberada. Isso ajuda a me manter centrada e não sair comprando bobagens por aí”. — Alysa W.
  14. “Eu dou a mim mesma um pouco de tempo extra pela manhã para me sentar e respirar. Isso ajuda a me acalmar e relaxar. Depois, começo a minha rotina matinal. Uma vez que eu começo, é mais fácil continuar com tudo que precisa ser feito”. — Samantha M.
  15. “Eu mantenho frases e imagens engraçadas no meu celular e as vejo sempre que tenho um tempinho livre, como uma forma de acalmar meus pensamentos”. — Ya-El B.
  16. “Quando estou na escola, faço várias pausas para ‘ir ao banheiro’ pois com elas tenho um tempo para andar pelos corredores e reorganizar meus pensamentos”. — Ari L.
  17. “Eu costumo fazer pausas frequentes no trabalho (não do tipo que envolve levantar e andar por aí, apenas ficar sentada na minha mesa sem trabalhar). Eu preparo uma xícara de chá e faço exercícios de respiração profunda, especialmente se estou particularmente ansiosa naquele dia”. — Lisa D.
  18. “Eu saio para andar um pouco. Ser ativo é bom para o cérebro, e tirar um tempo para sair de casa e fazer uma caminhada relaxante é terapêutico”. — Angela W.
  19. “Eu gosto de me sentar e ouvir ou assistir aos meus comediantes preferidos enquanto cozinho algo para mim. Às vezes eu também pego um pincel, escolho algumas cores e começo a pintar”. — Phoebe M.
  20. “Eu dou a mim mesma permissão para fazer o que me faz bem. Sair para almoçar, comprar um M&M’s na máquina de guloseimas, usar meu perfume ou óleo essencial preferido, usar meu moletom mais confortável, ouvir minhas músicas favoritas”. — Joyce K.
  21. “Tome um banho, pinte as unhas dos seus pés, leia um livro, assista ao seu filme preferido, lave seu rosto, ouça sua música favorita – dedique um tempo para fazer você se sentir valorizado. Faça algo com o que você se sinta bem e feliz”. — Abi D.
  22. “Natureza! Eu amo a floresta; é uma ótima maneira de escapar da realidade e entrar em uma realidade ‘verdadeira’. É ainda melhor quando você tem alguém ao seu lado”. — Steff F.
  23. “Sais de Epsom (eu gosto do de lavanda). Se você não gosta dos banheiras, mergulhar seus pés e mãos já é ótimo. O aroma e a água quente ajudam a trazer a minha mente de volta para a realidade”. — Abigail E.
  24. “Eu escrevo meus pensamentos ansiosos no bloco de notas do meu celular ou no meu aplicativo de diário. Escrevo o que estou sentindo porque isso me ajuda a libertar meus sentimentos. Se eu não estiver com meu telefone, papel e caneta também funcionam”. — Morgan T.
  25. “Eu acabei criando uma conta no MoviePass. Eu pago 10 dólares por mês para poder assistir a um filme, gratuitamente, todos os dias. Embora pareça estranho, isso me ajudou muito porque é uma escapada ‘gratuita’ nos dias em que estou me sentindo mal ou preciso espairecer sem gastar muito dinheiro”. — Jenifer R.
  26. “Honestamente, tire um cochilo. Às vezes você só precisa se desconectar e se desligar do mundo e das pessoas por uma hora”. — Kaitlyn C.
  27. “Eu fico incomunicável: sem celular, sem laptop, sem mensagens de texto, sem e-mails, sem redes sociais, sem visitas na minha casa. Não vou a nenhum evento e não encontro pessoas. Simplesmente fico em casa e relaxo comigo mesma: faço uma refeição, assisto DVDs, ouço músicas animadoras, durmo”. — Carole S.
  28. “Eu escrevo algo no meu diário, e isso me ajuda muito. Colorir também me ajuda”. — Meher K.
  29. “Quando não tenho dinheiro, tento me sentar ao ar livre e observar as nuvens, notando o cheiro do ar, olhando os pássaros e esquilos, algo para dar à minha mente uma pausa de todos os pensamentos obscuros e do estresse”. — Rhonda M.
  30. “Eu mantenho um tapete de ioga no meu escritório. Quando preciso de uma pausa, coloco meu telefone no modo ‘não perturbe’, informo meus colegas que vou fazer um intervalo de 15 minutos, apago as luzes e faço alongamentos ou relaxo em silêncio. Eu também tenho óleos essenciais e um difusor sempre à mão”. — Sarah R.
  31. “Meu cachorro Chubbs, treinado para oferecer apoio emocional. Ele esteve comigo ao longo de tudo que passei. Ficar com ele e amá-lo me acalma imensamente. Eu não conseguiria viver sem ele!” — Jordan M.
Os animais são uma forma maravilhosa de obter apoio emocional.

Getty image via ALLVISIONN

Haley Quinn

The Mighty