'Imagem da minha esposa pulando a sacada não saía da minha cabeça', diz suspeito de feminicídio

Luis Felipe e Tatiane Foto: Reprodução/Facebook

O marido da advogada Tatiane Spitzner, encontrada morta após cair da sacada de um prédio em Guarapuava, no Paraná, falou sobre o ocorrido durante audiência de custódia.

Luis Felipe Manvailer disse que a imagem da esposa “pulando a sacada” não saía da cabeça dele. O trecho do depoimento foi obtido pelo G1.

Após recolher o corpo de Tatiane e levá-lo ao apartamento, Manvailer pegou o carro da advogada e só foi encontrado ao se acidentar em um trecho da BR-277, a 300 quilômetros de Guarapuava. A polícia acredita que ele estava fugindo em direção ao Paraguai.

“Eu bati o carro porque, devido à situação, a imagem da minha esposa pulando a sacada não saía da minha cabeça”, disse na audiência.

Reprodução/Facebook

O homem é suspeito de feminicídio, que é quando a vítima é morta pelo fato de ser mulher. A pena pode variar de 12 a 30 anos de prisão. Luis Felipe foi detido, mas nega ter cometido o crime.

“Houve agressão física. Os vizinhos já relataram uma briga, um pedido de socorro da moça. E depois disso ela caiu ou foi jogada”, explicou o delegado responsável pelo caso, Bruno Miranda Maciozek, segundo o G1.

O advogado que defende Manvailer, Cláudio Dalledone Júnior, disse que o casal era “feliz”.