Homem ataca a ex com 11 facadas em SP e chora ao descobrir que ela morreu

Reprodução/Facebook

Um homem foi preso em flagrante por matar a ex-companheira com pelo menos 11 facadas em Itanhaém, no litoral de São Paulo.

Claudior Clememente da Silva, de 45 anos, chegou a se livrar da arma usada para atacar Andreia da Silva, de 35, mas foi localizado momentos após o crime pela polícia.

Silva chegou a chorar ao descobrir que ela não havia resistido aos ferimentos. O crime ocorreu no apartamento da irmã da vítima. Vizinhos ouvidos pela polícia afirmaram ter ouvido os dois discutindo.

Segundo o depoimento do agressor, ele e a vítima estavam separados há algum tempo e ele foi ao local para tentar conversar com ela. Andreia pediu que ele saísse de lá ao notar a embriaguez dele, mas não foi atendida.

O homem, então, teria pegado uma faca que estava em cima da pia da cozinha e partido para cima da ex-companheira. Ela correu para o corredor do prédio na tentativa de fugir, mas, na escadaria, foi alcançada e golpeada pelo menos 11 vezes.

“Ele confessou que deu diversas facadas na vítima, mas achou que tinha apenas a machucado. Quando soube da morte, chorou”, afirmou o delegado Jaime Marcelo da Fonte ao G1. Ele foi preso em flagrante pelo crime de homicídio qualificado.