'Ainda brincava de boneca', diz mãe de menina de 12 anos morta com amiga de 11

Reprodução/Facebook

Uma menina tranquila, que ainda gostava de brincar de boneca. É assim que a mãe de uma criança de 12 anos, encontrada morta com marcas de tiros e facadas, junto com a amiga, de 11, descreve a filha. O caso aconteceu em Casimiro de Abreu, no interior do Rio, na semana passada.

A polícia investiga o possível envolvimento de traficantes com o crime, já que, uma semana antes do assassinato das garotas, o namorado de uma delas foi morto em meio a uma guerra de facções, em Rio das Ostras, município vizinho onde as duas moravam.

Em entrevista ao Extra, a mãe da menina, que não foi identificada na reportagem, disse que a caçula tinha um comportamento tranquilo em casa. “Sobre o que aconteceu, ainda estamos tentando nos confortar. Só sei que ela foi e não volta mais”.

As meninas haviam saído de casa na noite de quarta-feira. Após acordarem e não encontrarem as filhas em casa, as mães foram até Rio Dourado checar informações que davam conta da existência de dois cadáveres em um matagal.

O caso está sendo investigado em sigilo para não atrapalhar as investigações. A polícia tenta rastrear os últimos passos das suas e verifica as redes sociais de ambas em busca de pistas.