39 funcionários da Vale ficam presos em mina no Canadá

·1 minuto de leitura
Em comunicado, a Vale diz estar mantendo comunicação com os empregados. Foto: Reprodução/Internet.
Em comunicado, a Vale diz estar mantendo comunicação com os empregados. Foto: Reprodução/Internet.
  • Os trabalhadores estão confinados desde ontem (26);

  • Segundo a empresa, os profissionais tiveram problemas com o transporte;

  • Em comunicado, a Vale diz estar mantendo comunicação com os empregados.

Desde ontem (26), 39 funcionários da Vale estão presos em uma mina no Canadá. Segundo a mineradora, os profissionais têm mantido comunicação e estão seguros. O resgate deverá ser feito através de um sistema de escadas para saída secundária. A companhia adiciona que está garantindo o acesso dos empregados a alimentos, água e medicamentos.

De acordo com a Vale, o acidente se deu após uma falha técnica no meio de transporte usado pelos trabalhadores para sair do subsolo da mina. Depois de um incidente no poço, o veículo saiu do eixo, impossibilitando a saída dos funcionários. Imediatamente, os profissionais se dirigiram a uma área construída como refúgio em caso de acidentes.

Leia também:

Após o acidente, a mineradora divulgou um pronunciamento oficial em que afirma que os “trabalhos de resgate dos 39 empregados da mina Totten da Vale, em Sudbury, Ontário, já começaram”. Segundo a nota, a saída dos funcionários da mina será feita “por meio de um sistema de escada de saída secundária com o apoio da equipe de resgate da empresa”.

A mina Totten, em que os funcionários da empresa ficaram confinados, está localizada na cidade de Sudbury, maior cidade da província de Ontário. O município fica a 487 km de distância da capital canadense Ottawa.

As informações são do Exame.com.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos