4 - Biógrafo descobriu paradeiro de Belchior dias antes da morte do cantor

IVAN FINOTTI, ENVIADO ESPECIAL

FORTALEZA, CE (FOLHAPRESS) - Belchior ainda não tem uma biografia publicada, mas já tem escrita.

Ou pelo menos tinha até este fim de semana, quando ela foi reaberta para ganhar seu capítulo final.

O jornalista Jotabê Medeiros trabalha há dois anos em "Apenas um Rapaz Latino-Americano", volume que estava na fila da editora Todavia para ser publicada em setembro. Com a morte de Belchior, é provável que o livro saia antes.

Medeiros está em Fortaleza para acompanhar o velório do artista.

"Os editores acharam interessante me mandar para cá para que o livro pudesse ser atualizado." O jornalista também irá a Sobral, cidade natal de Belchior.

Na semana passada, Medeiros tinha viagem marcada para Santa Cruz do Sul, onde Belchior estava vivendo nos últimos anos.

Medeiros teve uma dica a respeito do local onde estava Belchior e resolveu aparecer para ver ser conseguiria entrevistá-lo.

Uma morte na família, contudo, fez com que o jornalista adiasse a viagem em uma semana - e, agora, é tarde demais.

"Apenas um Rapaz Latino-Americano" terá entre 200 e 300 páginas e contará com um caderno de fotos.

Foram entrevistados para o perfil biográfico diversos familiares, artistas, como Ednardo e Amelinha, e colegas, como Marcos Vinicius, produtor de seu primeiro disco, de 1974, que traz "A Palo Seco".