41 - Delator da Odebrecht 'reedita' powerpoint sobre Lula

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-executivo da Odebrecht Alexandrino Alencar apresentou em um dos anexos de sua delação um powerpoint sobre suas relações com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o suposto tráfico de influência do petista em benefício da companhia.

A apresentação lembra a que foi feita pelo procurador Deltan Dallagnol em setembro de 2016 -que gerou uma série de memes nas redes sociais.

Na versão da apresentação entregue pelo ex-diretor da empreiteira, Lula é ligado a obras no sítio de Atibaia, à compra de um imóvel para o instituto que tem o nome do ex-presidente, à expressão "Conta $ Itália", entre outros.

O anexo veio a público depois de o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato o Supremo Tribunal Federal, determinar a juntada dos depoimentos de delatores da empresa a um inquérito já existente.

No texto, Alencar relata que entre suas atribuições estava a de "cultivar e fortalecer" os vínculos da Odebrecht com Lula.

Ele diz que, por ser braço direito de Lula, a relação com Gilberto Carvalho era "interessante para a companhia e para o próprio governo".

"Nunca paguei ou autorizei pagamentos de propina diretamente para Carvalho, mas ele foi fundamente no agendamento de encontros e no transporte de documentos entre a companhia e Lula."

Ele relata também ter pedido a intervenção de Lula junto ao prefeito paulistano Fernando Haddad para que o município comprasse créditos imobiliários para assegurar financiamento do Itaquerão.

"Independentemente de o fato de Haddad não ter implementado o pedido que lhe foi feito, fato é que fizemos a Lula o pedido, que foi levado adiante."

Alencar diz ainda que, em 2014, depois da deflagração da Operação Lava Jato, advertiu Lula que as investigações poderiam chegar ao governo. "A reação dele foi de concordar comigo, demonstrando preocupação."