42 - Presidente do PP, Ciro Nogueira é alvo de inquérito sob suspeita de caixa dois

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI), recebeu R$ 1,3 milhão no caixa dois para campanhas em 2010 e 2014, segundo três delatores da Odebrecht -Claudio Mello Filho, Benedicto Junior e Carlos Fadigas.

Ele era chamado de "Cerrado" em documentos internos do grupo.

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou a abertura de inquérito para averiguar as afirmações dos delatores.

O senador já foi denunciado ao Supremo em novembro do ano passado por conta de outra delação, da UTC.

Ele é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, sob a suspeita de ter recebido R$ 1,5 milhão, segundo Ricardo Pessoa, presidente da UTC.