44 - Odebrecht teria pago R$ 5,5 milhões a senador Edison Lobão

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O Ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin abriu um inquérito para investigar o senador e ex-ministro Edison Lobão por suposto recebimento de R$ 5,5 milhões em propina da Odebrecht.

Segundo relatos do delator Henrique Valladares, a Odebrecht se tornou vencedora da licitação referente à Usina Hidrelétrica de Santo Antônio, sendo que a empresa Tractebel-Suez venceu a licitação das obra da Usina Hidrelétrica de Jirau, ambas do Projeto Madeira.

Lobão, segundo a Odebrecht, teria recebido o montante para interferir junto ao governo federal para anulação da concessão da obra referente à Usina Hidrelétrica de Jirau.

O repasse foi feito por meio do Setor de Operações Estruturadas, que fazia os pagamentos ilícitos da empreiteira.

Valladares relatou também que alguns pagamentos teriam sido realizados em espécie e entregues na residência do filho de Lobão.

No despacho de Fachin, a PGR afirma que há indícios de que o parlamentar praticou corrupção ao receber propina.