48% dizem dar muita importância a religião para definir voto, mostra Datafolha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Quase metade do eleitorado diz que dará muita importância a fatores religiosos na hora de definir o voto para presidente, de acordo com o Datafolha.

Pesquisa do instituto feita na quinta (8) e na sexta-feira (9) aponta que 48% dos eleitores afirmam que seu líder religioso ou sua igreja terá alta relevância na hora de escolher o candidato, ante 34% que dizem que não haverá influência deles na decisão.

Disseram que darão "um pouco de importância" 16% dos entrevistados ouvidos. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Ao se considerar apenas os evangélicos, que correspondem a cerca de um quarto do eleitorado, a taxa de respostas de alta importância a esse fator sobe, atingindo 56%. Entre católicos, o índice vai a 52%.

O segmento evangélico é uma das bases políticas do presidente Jair Bolsonaro (PL). Entre eleitores do presidente, mais entrevistados dão importância a esse fator na definição do voto: 54%.

No levantamento, o Datafolha também questionou os entrevistados sobre outros fatores que levam à definição do voto para presidente.

O item mais citado pelos eleitores foram "propostas do candidato de um modo geral", com 81% dando muita importância para elas.

Disseram dar muita importância para "a vida política de seu candidato" 71%.

A pesquisa ouviu 2.676 eleitores e foi encomendado pela Folha e pela TV Globo sob o número BR-07422/2022 no Tribunal Superior Eleitoral. A pesquisa tem margem de erro de 2% em um intervalo de confiança de 95%.