5 filmes de terror baratos que fizeram rios de dinheiro

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
“Sexta-Feira 13”, "Bruxa de Blair" e "Atividade Paranormal" (reprodução)
“Sexta-Feira 13”, "Bruxa de Blair" e "Atividade Paranormal" (reprodução)

Há quem diga que os filmes de terror são a melhor fonte de dinheiro de Hollywood. Com orçamentos tradicionalmente enxugados, eles quase sempre têm retorno garantido - já que os fãs do gênero costumam prestigiar até mesmo os longas ruins do gênero.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Dentro do segmento, um dos mais importantes do cinema, alguns clássicos mostram como investir pouco dinheiro em sustos e enredos macabros pode dar muito resultado. Confira abaixo cinco exemplos icônicos de ótimo faturamento:

Leia também:

1. “Atividade Paranormal” (2007)

Orçamento: US$ 215 mil

Bilheteria: US$ 193 milhões

A ideia do filme era muito simples: um jovem casal se muda para uma casa e coisas estranhas acontecem todas as noites. Bastaram algumas câmeras de segurança e outras filmadoras de mão para que Oren Peli criasse a sua própria franquia, uma máquina de dinheiro no terror (ainda que só o primeiro longa seja lembrado como memorável).

2. “A Bruxa de Blair” (1999)

Orçamento: US$ 500 mil

Bilheteria: US$ 250 milhões

Sem "A Bruxa de Blair", não existiria "Atividade Paranormal" e outros filmes de terror modernos marcados por câmeras estremecidas rente a rostos assustados. O longa dos diretores Daniel Myrick e Eduardo Sánchez foi um acerto tão grande que muita gente se pergunta até hoje se os fatos narrados na obra são mesmo ficção.

3. “A noite dos Mortos-Vivos” (1968)

Orçamento: US$ 110 mil

Bilheteria: US$ 30 milhões

Um dos maiores clássicos do cinema de baixo orçamento. Pioneiro entre as histórias dos zumbis do cinema e os filmes de terror com forte significado social, o longa de George Romero, na verdade, não foi feito para fazer dinheiro - tanto que foi registrado sem o símbolo de copyright, fazendo com que o trabalho seja até hoje de domínio público. Apesar disso, a bilheteria rendeu um grande montante de grana para todos os envolvidos.

4. “Halloween – A Noite do Terror”(1978)

Orçamento: US$ 330 mil

Bilheteria: US$ 50 milhões

Ninguém - nem mesmo o diretor John Carpenter - poderia imaginar que um filme tão barato renderia tanto dinheiro. A máscara usada por vilão foi a mais barata encontrada na região de filmagens - curiosamente a mesma utilizada por William Shatner no filme "The Devil's Rain" (1975). Além disso, não havia figurinista - o que obrigou os atores do elenco a usarem as próprias roupas durante as filmagens.

5. “Sexta-Feira 13” (1980)

Orçamento: US$ 550 mil

Bilheteria: US$ 60 milhões

O filme que apresentou o vilão Jason Voorhees ao mundo teve um orçamento muito limitado - o que, de acordo com o diretor Sean S. Cunningham, foi inspirado no sucesso recente de “Halloween – A Noite do Terror”. Deu tão certo que inspirou este texto.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube