5 filmes para conhecer melhor Laura Dern, a Renata de 'Big Little Lies'

Rafael Argemon
Laura Dern venceu Emmy de Melhor Atriz Coadjuvante em 2017 por Big Little Lies.

Não há como negar que desde que foi anunciada como parte do elenco da segunda temporada de Big Little Lies, Meryl Streep tornou-se a grande atração da série, que já possuía um elenco de peso, encabeçado por Nicole Kidman e Reese Witherspoon.

Como esperado, ela entregou uma excelente interpretação da detestável Mary Louise Wright. Mas outra atriz do elenco, não tão conhecida do público em geral, conseguiu se destacar mesmo com a presença “intimidadora” de Streep: Laura Dern.

Sua Renata Klein já havia chamado a atenção na primeira temporada, mas nessa sequência a personagem ganhou mais espaço e Dern agarrou a oportunidade para dar um verdadeiro show.

Irascível empresária que vai à falência por culpa das mazelas de seu marido, Renata protagonizou algumas das cenas mais marcantes da segunda temporada.

Seus hilários esporros — homéricos — vivaram uma tradição na série, e alguns deles são inesquecíveis.

Como a briga entre ela e o marido em um carro [em inglês]:

Ou a da reunião com o professor de sua filha e o diretor da escola [em inglês]:

E, claro, o embate entre ela e Mary Louise em um café [em inglês]:

O que muita gente pode não saber é que Dern, que completou 52 anos em 2019, é uma das atrizes mais respeitadas de Hollywood desde muito cedo. Ela tem a atuação no DNA, pois é filha de dois atores reconhecidos: Bruce Dern e Diane Ladd.

Ao lado de sua mãe, ela se destacou, ainda criança, atuando em Alice Não Mora Mais Aqui (1974), 4º longa do ainda relativamente desconhecido Martin Scorsese.

De lá para cá, Dern seguiu uma carreira identificada com um cinema mais autoral, tornando-se “queridinha” de David Lynch, com quem fez alguns de seus mais importantes filmes. 

Talvez por conta disso, seu personagem mais conhecido do grande público seja o da botânica Ellie, de Jurassic Park, um dos maiores sucessos ca carreira de Steven Spielberg.

Ela foi indicada ao Oscar duas vezes. Como Melhor Atriz por As Noites de Rose...

Continue a ler no HuffPost