5G: mais de 300 cidades brasileiras não têm nem 4G

Minas Gerais é o estado com mais cidades ainda sem o 4G, com 110 locais (Getty Image)
Minas Gerais é o estado com mais cidades ainda sem o 4G, com 110 locais (Getty Image)
  • O sinal de 4G deve ser expandido junto com a 5G

  • A expectativa é que o Brasil todo tenha o sinal até 2028

  • Rodovias e estradas também devem ser contempladas

Apesar da grande expectativa para a implementação do 5G em todo o Brasil, a realidade da conectividade no país ainda é bem atrasada. Atualmente, 391 cidades ainda não têm ao menos cobertura 4G. Isso representa 7% dos municípios, de acordo com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) reunidos pela Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel).

Na publicação do edital do 5G, foi definido que as companhias devem implantar o 4G nas cidades que ainda não tem a quarta geração da internet móvel. A determinação diz que diferentes localidades devem receber o sinal do 4G, em regiões como vilas e zonas rurais.

Conforme as informações reunidas, Minas Gerais é o estado com mais cidades ainda sem o 4G, com 110 locais. Já Rio Grande do Sul tem 61 cidades, Santa Catarina 53 e Mato Grosso 24. A Bahia tem apenas um município sem a tecnologia.

Outro ponto de atenção é a cobertura rodoviária. Atualmente, são 2.349 trechos de rodovias, que somam 35.785km de estradas federais sem cobertura. Esses locais também devem receber cobertura 4G, na medida em que atinge usuários dessas regiões e das populações dos entornos.

O edital da Anatel diz que a instalação do 4G deve atender 10% das localidades ainda não contempladas até o dia 31 de dezembro de 2023. O prazo para a cobertura total é até o final de 2028. Já o 5G deve estar no Brasil inteiro em dezembro de 2029. No momento, Brasília foi a única capital do país que recebeu o 5G puro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos