50 - Fachin manda para Sergio Moro investigação contra filho de Lula

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), enviou para o juiz Sergio Moro, do Paraná, as citações feitas por delatores da Odebrecht em relação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu filho, Luís Cláudio, e a ex-presidente Dilma Rousseff.

Emílio Odebrecht, presidente do conselho de administração da empreiteira, e Alexandrino Alencar, ex-diretor de relações institucionais, disseram à PGR (Procuradoria-Geral da República) que Lula "teria se comprometido a melhorar a relação entre o Grupo Odebrecht e a então Presidente" Dilma.

Como contrapartida, a empreiteira apoiaria a Touchdown, empresa de Luís Cláudio.

"Há menção, nesse contexto, de reunião entre Luís Cláudio Lula da Silva e representantes da empresa, ocasião em que foi apresentado ao grupo [Odebrecht] o projeto 'Touchdown', associado à criação de liga de futebol americano no Brasil", escreveu o ministro.

O despacho informa ainda que, segundo o Ministério Público Federal, já há uma investigação no Paraná, "cenário a recomendar análise conjunta".

Não há autoridade detentora de foro no Supremo nesta investigação iniciada pela PGR.

O STF tornou públicos os documentos relativos à delação da Odebrecht na noite desta terça (11).