52% afirmam nunca confiar em nada do que diz Bolsonaro, segundo Datafolha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A maioria dos brasileiros permanece sem acreditar no que o presidente Jair Bolsonaro diz, de acordo com pesquisa do Datafolha. Levantamento do instituto feito de terça (20) até esta quinta-feira (22) aponta que 52% do eleitorado nunca confia nas declarações do presidente, ante 21% que afirmam sempre confiar.

Na semana passada, o placar estava 51% a 21%. A taxa dos que dizem "às vezes" ter confiança nas afirmações de Bolsonaro era de 27% e agora foi a 26%. Não sabe responder 1%.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, e o índice de confiança é de 95%.

Nesta semana, Bolsonaro adotou tom mais moderado do que em outros anos ao discursar na abertura da Assembleia-Geral da ONU, em Nova York, na terça-feira. Evitou ataques diretos a outros países, acenou ao eleitorado feminino e, em tom de campanha, citou números da vacinação contra a Covid.

Dias antes, a passagem de Bolsonaro por Londres, para o funeral da rainha Elizabeth 2ª, também foi marcada pelo discurso eleitoral, como fala a apoiadores na sacada da residência oficial do Brasil.

A taxa de desconfiança nas declarações do presidente se aproxima de patamares negativos aferidos em outros itens da pesquisa. Consideram seu governo ruim ou péssimo, por exemplo, 44% dos entrevistados.

O índice dos que dizem que nunca votariam em Bolsonaro é de 52%, o mais alto dos presidenciáveis.

O pico de desconfiança sobre as declarações do presidente ocorreu no fim de 2021, quando atingiu 60%.

O Datafolha ouviu nesta rodada 6.754 eleitores em 343 municípios brasileiros. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR-04180/2022.