5G estreia em São Paulo. Mapa interativo mostra onde a tecnologia vai funcionar na cidade

A rede móvel de internet 5G pura, (ou standalone, no jargão técnico) estreia nesta quinta-feira na maior cidade do país. Os paulistanos poderão navegar na internet a até 1 gigabit por segundo, velocidade 100 vezes maior do que a da atual rede 4G.

5G: Tecnologia já é usada em empresas em linha de montagem e até para medir temperatura de galinhas

5G não é só para celular: Tablets, relógios, carros e até óculos terão novas propriedades

São Paulo será a quinta cidade do país a ter a nova geração da telefonia, após Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre e João Pessoa. Mas, por enquanto, a velocidade máxima só será alcançada em alguns pontos da capital paulista.

Veja, abaixo, em mapa interativo, as antenas já instaladas e em funcionamento na cidade.

De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), o 5G em São Paulo vai começar com 25% da área urbana coberta, com destaque para a parte central da cidade, entre as marginais, sobretudo em Itaim Bibi, Jardim Paulista e Paraíso.

São 462 antenas já aptas ao funcionamento. O número, porém, deve crescer nas próximas semanas. Entre autorizações e em fase de implementação, o total de antenas sobe para 1.378, quase o triplo do mínimo exigido.

5G: Anatel vai verificar 'qualidade' do sinal somente após 29 de setembro

— A chegada do 5G em São Paulo tem uma grande importância, pois é a maior economia do país, o que tende a estimular o uso de novas aplicações — destacou Moisés Queiroz, conselheiro da Anatel e presidente do Gaispi, grupo responsável por acompanhar a instalação da nova rede 5G.

Desde que estreou em Brasília, a velocidade média do 5G puro tem ficado, segundo as operadoras, entre 300 megabits e 400 megabits por segundo.

A velocidade máxima de 1 gigabit por segundo vem sendo constatada em "momentos de pico".

5G vai acelerar metaverso: Conheça brasileiros que já fazem sucesso na nova fronteira da internet

Ainda que não chegue ao máximo possível é uma velocidade média bem maior do que o chamado 5G DSS, tecnologia que combina frequências usadas no 4G para oferecer velocidades maiores a aparelhos celulares aptos ao 5G.

Nos últimos meses, vários aparelhos de celular que aparecem como 5G, na prática, oferecem essa tecnologia DSS, cuja velocidade média vem oscilando entre 40 megabits e 60 megabits por segundo, dizem as operadoras.

Já o 4G atual tem velocidade entre 20 megabits e 40 megabits por segundo.

Segundo a Anatel, São Paulo tem hoje 4.592 antenas somando todas as tecnologias.

Como saber se o celular está no 5G puro

Mas, como os paulistanos — e os brasileiros das capitais onde as antenas de 5G já estão funcionando — poderão saber se o seu aparelho de celular está, de fato, rodando na rede pura da quinta geração de telefonia?

Há vários aplicativos que medem a velocidade de navegação no celular para atestar se, de fato, o aparelho está no 5G standalone.

Além disso, para desfrutar da tecnologia, será preciso contratar novos planos e, em alguns casos, trocar o chip do aparelho de celular.

Até 31 de agosto todas as capitais do Brasil terão a nova rede 5G, exceto Manaus e Belém.

De acordo com o conselheiro da Anatel, a instalação das redes 5G em todas as capitais está acima do estabelecido no edital do 5G.

Em Brasília, o obrigatório eram 114 antenas e já foram instaladas 334. O mesmo ocorreu em João Pessoa (66% a mais), Belo Horizonte (63% a mais) e Porto Alegre (80% a mais). Ao todo, essas quatro cidades contam com 517 antenas.

— Isso ocorre por conta da competição — afirmou ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos