5G: Só 28 cidades estão preparadas para receber antenas. Veja o que planejam prefeitos e governadores

·1 min de leitura

RIO - De acordo com o edital do leilão do 5G, realizado no início do mês, a nova geração de telefonia móvel deverá estrear em capitais brasileiras até julho de 2022. Para garantir que a infraestrutura saia logo do papel, estados e prefeituras correm contra o tempo para modernizar suas legislações e permitir a instalação das antenas para uso da nova frequência.

Apenas 28 municípios no país têm legislação adequada às antenas 5G, segundo levantamento da Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel).

A regulamentação para antenas é de alçada urbanística, das prefeituras, mas vários estados copiaram o modelo já adotado pelo legislativo fluminense. Veja o que foi feito no Rio e quais são as cidades que já estão adiantadas nessa corrida tecnológica.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos