6 astros de Hollywood acusados de racismo

Liam Neeson, Gary Oldman e Jonathan Rhys Meyers (reprodução)

Hollywood nunca foi um exemplo de igualdade racial. Mais triste ainda é constatar que muitos dos astros brancos do cinema também reproduziram o racismo em diversas falas e atitudes - e muitas vezes sem grandes questionamentos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Relembramos seis casos abaixo de atores famosos acusados de racismo em sua trajetória. Em tempos em que a "cultura do cancelamento" é assunto da vez no Brasil, vale questionar: será que a carreira deles teve prejuízo real por causa destes episódios?

Leia também

Liam Neeson

Em entrevista ao jornal The Independent no ano passado, o ator britânico de A Lista de Schindler causou espanto nos fãs com uma história de 40 anos atrás. Dizendo sentir "algo primitivo" quando pessoas sofrem algum tipo de violência, ele lembrou quando uma amiga lhe contou que havia sido estuprada por um homem negro. Cheio de raiva, o artista passou alguns vagando com uma barra de ferro por um bairro de maioria negra nos Estados Unidos, planejando arrumar confusão com qualquer pessoa. Após a má repercussão do relato, Neeson se desculpou e disse que não é racista: “Eu estava errado em fazer o que fiz. Eu reconheço que, embora os comentários que fiz não reflitam, de forma alguma, meus verdadeiros sentimentos e nem a mim, eles foram prejudiciais e divisivos. Eu peço desculpas profundamente”, declarou o ator.

Mel Gibson

Mel Gibson tem um grande histórico de comentários ofensivos. Em um dos casos mais grave, um áudio obtido pela imprensa mostrou o ator dizendo que a ex-namorada Oksana Grigorieva se vestia como uma "porca no cio". "Se você for estuprada por um banco de pretos, a culpa será sua", dizia ele, sendo racista e machista ao mesmo tempo.

Gary Oldman

As falas racistas de Oldman surgiram como defesa de Mel Gibson. Em entrevista à revista Playboy, em 2014, o ator disse que as críticas que o astro de Coração Valente recebia na sociedade eram hipócritas. “Somos todos hipócritas. Os polícias que o prenderam nunca usaram a palavra “crioulo” ou “aqueles malditos judeus”? Estou sendo honesto, é a hipocrisia que me deixa louco”, disse. Após a péssima repercussão, ele pediu desculpas pela declaração que ofendia judeus e negros.

Jonathan Rhys Meyers

Protagonista de Velvet Goldmine e Match Point, o problemático ator irlandês causou confusão em um voo da companhia aérea United Airlines, em 2010, quando foi proibido de embarcar por estar visivelmente embriagado. Indignado, o artista chamou um dos funcionários de “nigger” - termo racista em inglês usado contra os negros. Anos depois, ele voltou a ser expulso de um avião e precisou esclarecer o assunto em entrevista ao Larry King.

Val Kilmer

O ator foi acusado de expulsar vizinhos de uma propriedade próxima à região de Santa Fé, no Novo México, com ofensas racistas. Além disso, em 2003, o antigo intérprete do Batman, que afirma não namorar ninguém há 20 anos, morava na "capital do homicídio do sudeste" dos Estados Unidos e que 80% "das pessoas na região eram bêbadas".

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.