6 filmes que quase destruíram a carreira de astros de Hollywood

·4 minuto de leitura
Halle Berry, Jennifer Lopez e Ryan Reynolds (reprodução)
Halle Berry, Jennifer Lopez e Ryan Reynolds (reprodução)

Um filme ruim pode fechar muitas portas para os envolvidos em Hollywood. Algumas estrelas do cinema sabem muito disso e até hoje precisam se explicar quando são lembrados de alguns trabalhos nada memoráveis.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Citamos abaixo alguns destes casos. A maioria dos atores conseguiu dar a volta por cima - mas não sem ficar um tempo na geladeira, ouvindo críticas ou piadas, sendo que algumas delas duram até hoje. A memória do cinema algumas vezes é implacável.

Leia também

Mulher-Gato (2004)

Após ganhar o Oscar de Melhor Atriz por por Leticia Musgrove em 'A Última Ceia' em 2002, Halle Berry vivia um momento de grande prestígio em Hollywood. Foi quando recebeu o convite para estrelar “Mulher-Gato” - um dos mais fracassos do cinema blockbuster deste século de Hollywood. Ao receber pessoalmente o Framboesa de Ouro como Pior Atriz, a atriz desabafou: "Obrigada à Warner por me fazer participar deste filme horroroso, um pedaço de m****!". Apesar de ter recebido muito dinheiro pelo filme, ela lamenta até hoje a forma como a sua personagem reforçou estereótipos femininos no longa.

Batman & Robin (1997)

George Clooney já disse algumas vezes que o seu trabalho como Bruce Wayne no criticado filme de Joel Schumacher quase arruinou a sua carreira em Hollywood. "Eu estava péssimo", admitiu em entrevista recente. Vindo de um sucesso na TV, “Plantão Médico”, Clooney temeu nunca mais conseguir um bom papel no cinema. A recuperação, felizmente, veio rápido - mais precisamente um ano depois, com 'Irresistível Paixão' (1998), de Steven Soderberg. "Steven estava saindo de alguns fracassos e eu estava saindo de Batman & Robin e nós dois precisávamos do sucesso.

Lanterna Verde (2011)

Hoje em dia, Ryan Reynolds leva numa boa o fracasso do seu primeiro filme de super-herói. Porém, tal desprendimento só veio após o sucesso de Deadpool (2016). No intervalo entre um filme e outro, o ator penou para conseguir bons trabalhos em Hollywood. "Eu representei a morte de um super-herói por um tempo. Depois de Lanterna Verde, era impossível me contratar", revelou à Variety.

Superman: O Retorno (2006)

Lembra de Brandon Routh? O ator escolhido para viver Clark Lent no controverso filme de Bryan Singer acabou sofrendo com o fracasso do trabalho em bilheteria e precisou buscar espaço no cinema alternativo - onde conseguiu um papel de destaque no clássico cult “Scott Pilgrim Contra o Mundo” (2010). Depois de alguns anos, ele voltou ao universo dos super-heróis como o Eléktron das séries “Arrow”, “The Flash” e “Legends of Tomorrow”. Porém, o ator admite: sofreu até com depressão depois das críticas que recebeu como Superman. “Minha esposa sabia tudo que passei com o trauma de Superman e o fim daquele filme me fez passar por um longo processo de negação, que fico feliz que não passei por drogas ou álcool por isso… mas joguei World of Warcraft infinitamente… Isso não estava me ajudando. Era um mecanismo de defesa, mas não estava me ensinando algo até que tive algumas experiências que me ajudaram a superar isso e ela fez parte de tudo”, falou ao podcast Inside of You.

Contrato de Risco (2003)

Jennifer Lopez e Ben Affleck sofreram duplamente com o filme. Além do fracasso do trabalho, o então casal acabou se separando logo após as filmagens. J-Lo desabafou sobre o momento complicado em entrevista à Vanity Fair. “Eu fiquei destruída. Eu perdi completamente minha auto-estima, questionei se pertencia a essa indústria e achei que era péssima em tudo que fazia”, disse.

Showgirls (1995)

Elizabeth Berkley ganhou fama nos Estados Unidos como Jessie Spano na série de comédia “Galera do Barulho” (1989–1993). Dois anos após o término da série, ela foi convidada para estrelar “Showgirls”, filme de Paul Verhoeven que ganhou status cult para alguns - embora ainda seja odiado por muitos outros. Depois de receber o Framboesa de Ouro de Pior Atriz pelo trabalho, Berkley caiu no ostracismo e só voltou a ter destaque em "O Escorpião de Jade" (2001), de Woody Allen, e na série "CSI:Miami", anos depois. "Eu sei como é ser motivo de chacota, ser humilhada, ser rejeitada. Eu senti isso em outros momentos da minha vida, mas não houve outro momento na minha vida onde eu fiquei mais devastada em nível nacional", desabafou a atriz sobre a carreira em entrevista de 2011.

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos