7 de setembro: Bolsonaro convida empresários que trocaram mensagens golpistas

Presidente Jair Bolsonaro participará de desfiles em Brasília e no Rio de Janeiro no 7 de setembro (Foto: ALBARI ROSA/AFP via Getty Images)
Presidente Jair Bolsonaro participará de desfiles em Brasília e no Rio de Janeiro no 7 de setembro (Foto: ALBARI ROSA/AFP via Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que convidou os oito empresários alvos de uma operação da Polícia Federal para o desfile de 7 de setembro.

A ação da PF foi realizada após o colunista Guilherme Amado, do portal Metrópoles, revelar trocas de mensagens entre os empresários com teor golpista. No grupo “Empresários & Polícia”, eles diziam que preferiam um golpe militar a uma vitória de Lula (PT) nas eleições.

“Eu convidei os oito empresários para estarem comigo amanhã, no 7 de Setembro [em Brasília]. Se não for possível, que vão ao Rio de Janeiro. Convidei. São pessoas honradas. Duas têm contato comigo. E outra coisa, ninguém sabe o que está no processo, processo de fake news, atos antidemocráticos. Ninguém sabe”, declarou em entrevista à rádio Jovem Pan.

Os empresários, alvos de operação e agora convidados para estarem do lado do presidente, são:

  • Afrânio Barreira Filho, dono do grupo Coco Bambu

  • Ivan Wrobel, da W3 Engenharia

  • José Isaac Peres, dono da gigante de shoppings Multiplan

  • Luciano Hang, do grupo Havan

  • André Tissot, da Sierra Móveis

  • Marco Aurélio Raymundo, o Morongo, da Mormaii

  • Meyer Nigri, da Tecnisa

  • José Koury, dono do Barra World Shopping, no Rio de Janeiro

Luciano Hang já confirmou que estará no desfile na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, ao lado do presidente Jair Bolsonaro.