7 de setembro: presidenciáveis se manifestam sobre comemoração da Independência

Candidatos se manifestaram sobre o 7 de setembro. (Foto: Yahoo Notícias)
Candidatos se manifestaram sobre o 7 de setembro. (Foto: Yahoo Notícias)
  • Candidatos à Presidência da República se manifestaram sobre celebração de 7 de setembro

  • Quarta-feira marca os festejos pelo Bicentenário da Independência do Brasil

  • Bolsonaro, Lula, entre outros, foram às redes sociais falar sobre a data

Os candidatos à Presidência da República nas eleições deste ano utilizaram as redes sociais para se manifestar sobre a comemoração da Independência do Brasil na manhã desta quarta-feira, 7 de setembro.

Após dois anos de interrupção por causa da pandemia de Covid-19, as comemorações pelo Bicentenário da Independência acontecem em diversas cidades pelo Brasil.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), que tem usado a data para tentar impulsionar sua campanha à reeleição e estará nos desfiles realizados em Brasília e Rio de Janeiro, fez questão de apontar o dia como símbolo de "liberdade".

"Já raiou a liberdade no horizonte do Brasil!", escreveu. "O povo brasileiro que hoje está indo às ruas para festejar 200 anos de Independência e uma eternidade de liberdade, o que está em jogo é a nossa liberdade, é o nosso futuro. E a população sabe que ela é aquela que nos dá o norte para nossas decisões", disse, depois, à TV Brasil.

Principal adversário de Bolsonaro no pleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o uso da data como campanha por parte de seu adversário e projetou a "reconquista da bandeira" por parte da população brasileira.

"200 anos de independência hoje. 7 de setembro deveria ser um dia de amor e união pelo Brasil. Infelizmente, não é o que acontece hoje. Tenho fé que o Brasil irá reconquistar sua bandeira, soberania e democracia. Bom dia", escreveu.

Veja o que disseram outros candidatos:

Ciro Gomes (PDT): "Viva o 7 de Setembro! E que Deus nos abençoe para que nada nem ninguém sejam capazes de roubar a nossa paz e a nossa liberdade - neste dia ou em qualquer momento da nossa história. Vamos em frente, com a mais profunda esperança de que encontraremos, juntos, um novo caminho."

Soraya Thronicke (União Brasil): “Hoje, eu estou vestida de amarelo, uma das cores da nossa bandeira. A cor significa prosperidade e riqueza — muito diferente do que a gente está vendo por aí; diferente do que a gente está vendo pelos quatro cantos do País, que é fome, desalento, desemprego, desespero. Pior do que o ódio, é o medo que estão tentando implantar em nós. Nada de medo! Vamos juntos, todos, porque o Brasil é nosso! As cores são nossas! A bandeira é nossa!”.