7 mitos sobre o açúcar que você precisa esquecer em 2020

Natasha Hinde

Aprendemos que açúcar é a pior coisa para a nossa saúde. De fato, diversos estudos mostram fatos alarmantes sobre as enormes quantidades de açúcar em nossas comidas favoritas, e seu consumo em excesso é ligado a problemas de saúde como diabetes tipo 2, obesidade e problemas dentários. 

Porém, estas pesquisas e grande sensacionalismo sobre o tema acabam encorajando equívocos prejudiciais para a sua saúde. Aqui estão os principais mitos sobre o açúcar que você precisa esquecer. 

Mito 1: Frutas são ruins para você porque contêm açúcar

“Eu tento evitar comer frutas por causa do açúcar” é algo que a nutricionista Carrie Dennett costuma ouvir em seu consultório ― um erro, porque a maioria das pessoas, na verdade, não come a quantidade diária adequada de frutas e vegetais.

“Existe uma ideia de que todos açúcares são iguais”, disse Dennett, que fundou o consultório Nutrition By Carrie. “Mas isso não é exatamente uma verdade”. O contexto é a resposta. 

“Açúcar é açúcar, mas quando você olha para o contexto, existe uma enorme diferença entre o açúcar ‘natural’, que também é rico em fibras e nutrientes, e o açúcar ‘adicionado’, que contém excesso de sódio e gorduras de baixa qualidade, assim como vários snacks processados”, explica a nutricionista. 

Dennett acrescenta que, quando nós comemos uma fruta inteira, nosso sistema digestivo tem que quebrar as fibras que encobrem o açúcar antes de absorvê-lo. “Então, ele não vai simplesmente aumentar o açúcar no sangue.”

Se comer sua fruta com uma refeição, ou com alguma proteína e gordura boa, como castanhas ou queijo em um lanche da tarde, você vai digerir o açúcar ainda mais devagar. “Está tudo bem até mesmo consumir em uma refeição um pequeno copo de suco de fruta 100% natural.” 

Mito 2: Mel é automaticamente uma opção saudável

Nos desculpe por derrubar esse mito, mas os benefícios do mel não estão comprovados, conta a...

Continue a ler no HuffPost