Voos atrasam e são cancelados nos aeroportos de SP na manhã desta sexta

Foto: Paulo Lopes/Futura Press

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande SP, opera por instrumentos e sem restrições, mas sete voos chegaram atrasados e duas decolagens não saíram no horário. Nenhum voo, no entanto, foi cancelado.

A GRU Airport, concessionária do aeroporto, recomenda aos passageiros que façam o monitoramento dos voos junto às companhias aéreas e do trânsito, pois a rodovia Presidente Dutra está interditada no km 212, sentido Rio.

Em Congonhas, cinco voos foram cancelados até as 7h em Congonhas, segundo a assessoria da Infraero.

TRÂNSITO

A cidade de São Paulo registra trânsito acima da média na manhã desta sexta-feira (28) por conta dos protestos que causam bloqueios em diversas vias.

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) aponta 81 km de congestionamento, o que corresponde a 9,3% dos 868 km de vias monitoradas –a média do horário é de 5,8%.

A pior via é a marginal Tietê, com 9,3 km de filas, na pista expressa, sentido Castello, a partir da ponte Cruzeiro do Sul, seguida pela Radial Leste, que tem 8 km de lentidão no sentido centro, altura do viaduto Pires do Rio.

CARONA

Sem ônibus e metrô, algumas empresas estão dando caronas de carro para os funcionários. A auxiliar de limpeza Alzira Nunes de Jesus Teixeira, 35, aguardava a carona no terminal de ônibus de Itaquera, na zona leste. "Moro na Cidade Tiradentes. Peguei um micro ônibus até aqui, foi tranquilo, consegui até vir sentada", disse. Ela trabalha na região do Carrão, também na zona leste. "Agora, só não sei como vai ser a volta", disse.

TERMINAIS

No terminal Itaquera estão circulando apenas lotações e micro-ônibus que fazem o trecho entre o bairro e o terminal. A costureira Nadir Lopes, de 28 anos, está desde as 5h40 esperando ônibus para chegar ao trabalho em uma confecção no Belém às 7h. Geralmente, ela pega o metrô. "Sou a favor da greve, mas as empresas tinham que parar também", diz ela.