80% dizem ao menos desconfiar de declarações de Bolsonaro, segundo Datafolha

Foto: Nayra Halm/Fotoarena/Sipa USA via AP Images

Cerca de 80% da população afirmam ao menos desconfiar das declarações do presidente Jair Bolsonaro. Os dados são de uma pesquisa recente do Datafolha.

De acordo com um levantamento nacional realizado na última quinta-feira (5) e sexta-feira (6), 43% dos entrevistados disseram que nunca confiam em afirmações do presidente, e 37% declararam confiar às vezes. Por outro lado, os que dizem confiar sempre são 19% dos entrevistados. 1% não soube responder.

Leia também

A pesquisa ouviu 2.948 pessoas em 176 municípios em todo o país. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

Em novembro, a Folha de S. Paulo realizou um levantamento que mostra que o presidente dá ao menos uma declaração imprecisa ou falsa a cada quatro dias.

Na pesquisa citada, o Datafolha também questionou os participantes sobre as atitudes de Bolsonaro, levando em consideração que ele ocupa o cargo máximo do país.

28% afirmaram que em nenhuma situação ele se comportou como um presidente deveria se comportar. Outros 28%, no entanto, dizem que ele se comporta em conformidade com o cargo que ocupa.

Para 25%, em algumas situações ele se comporta adequadamente, mas, na maioria, não. Outros 14% veem Bolsonaro adequado ao cargo que ocupa “em todas as ocasiões”.

A faixa dos participantes com 60 anos ou mais ou que possuam renda familiar mensal entre cinco e dez salários mínimos é a que mais demonstrou apoio ao presidente. A aprovação do presidente cai quando se trata de entrevistados que residem na região Nordeste.