81% dos eleitores de Lula acertam seu número ante 67% de Bolsonaro, aponta Datafolha

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A três semanas da eleição, 29% dos eleitores dizem não saber o número do seu candidato a presidente, de acordo com pesquisa Datafolha. As menções corretas aos números somam 65%, enquanto 4% erram o número de seu candidato.

Nesse quesito, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) leva vantagem em relação ao seu principal adversário, Jair Bolsonaro (PT). Entre os petistas, 81% acertam o número de Lula, 17% não sabem e 1% erra.

Já entre os bolsonaristas, 67% declaram saber o número do presidente na urna, 30% não sabem e 4% erraram.

Enquanto Lula sempre disputou cargos no PT, Bolsonaro está em seu 9º partido. Neste ano, ele disputará a reeleição em uma legenda diferente da que o abrigou em 2018.

A pesquisa Datafolha, divulgada nesta sexta-feira (9), mostra Lula com 45% das intenções de votos contra 34% de Bolsonaro. Ciro Gomes (PDT) tem 7%, e Simone Tebet (MDB) marca 5%.

Ciro e Tebet terão mais trabalho para que seus eleitores votem corretamente. Entre quem declara voto no pedetista, 69% afirmam não saber seu número. Outros 20% acertam e 11% erram o voto na urna.

Já entre quem escolhe Tebet, 66% não sabem, 22% acertam e 13% erram.

Enquanto, na média nacional, 65% dos entrevistados acertam o número de seu candidato, esse índice vai a 70% entre os homens e 61% entre as mulheres; 60% entre quem tem ensino fundamental e 72% entre quem tem ensino superior; 63% entre quem recebe até dois salários mínimos e 75% entre quem recebe mais de dez salários mínimos; 74% para moradores do Nordeste e 61% para os do Sul; 76% entre funcionários públicos e 53% entre donas de casa; e 67% entre católicos e 62% entre evangélicos.

A pesquisa foi feita na quinta (8) e nesta sexta-feira (9). A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa, contratada pela Folha e pela TV Globo, ouviu 2.676 eleitores em 191 municípios e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-07422/2022.