Ação da dona do Facebook caminha para seu pior ano

Avião presidencial voa próximo ao Palácio da Alvorada

As ações da Meta, dona do Facebook, recuavam cerca de 65% em 2022, no que deve ser o pior ano para os papéis.

Nesta sexta-feira, a cotação caía pouco mais de 1%, a 118,83 dólares.

A empresa tem sofrido com a desaceleração econômica global, a concorrência do aplicativo chinês de vídeos curtos TikTok, as mudanças de privacidade da Apple, preocupações com gastos no metaverso e a ameaça de regulamentação.

Em novembro, a Meta disse que cortaria mais de 11 mil empregos, ou 13% de sua força de trabalho, em meio à queda de publicidade e à inflação elevada.

O papel caiu quase 25% apenas em 27 de outubro, depois que a empresa previu um último trimestre fraco e mais custos no próximo ano. A receita do terceiro trimestre caiu 4%.

Entre as ações de grandes empresas de tecnologia e crescimento, Apple, Microsoft , Alphabet - dona do Google - e Amazon perderam entre 27% e 50% até agora este ano.

(Reportagem de Tiyashi Datta)

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS PAL AAP