Ação da polícia descobre túnel de 60 metros que levava a cofre do Banco do Brasil e deixa 2 mortos em Campo Grande (MS)

RIO - Uma ação da Polícia Civil desbaratou uma quadrilha que esteve perto de realizar uma assalto cinematográfico a uma agência do Banco do Brasil, em Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, na noite deste sábado. Sete pessoas foram presas e dois criminosos mortos durante a chegada dos policiais a um galpão onde havia sido construído um túnel de 60 metros que levava até o cofre do banco.

No galpão, os policiais, que vinham monitorando o grupo há seis meses, descobriram uma escada que dava acesso ao corredor subterrâneo, estruturado com ventiladores e centenas de sacos de terra retirados das escavações. Ao G1, a assessoria do Banco do Brasil informou que irá se inteirar do caso para se posicionar.

Responsáveis pela operação, os delegados Fábio Peró e João Paulo Sartori do Grupo de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros (Garras), afirmaram que a quadrilha é especializada em assaltos a bancos em todo o país. Nesta segunda-feira haverá uma coletiva em que a polícia deverá apresentar os criminosos e mais detalhes sobre o túnel.