Ações da China fecham em baixa por temores com coronavírus em Pequim

·1 min de leitura
Investidores em frente a quadro eletrônico mostrando informações sobre o mercado acionário, em Xangai, China

XANGAI (Reuters) - As ações chinesas fecharam em baixa nesta terça-feira depois de atingirem mínimas de dois anos na sessão anterior, uma vez que o aumento de casos de coronavírus em Pequim prejudica as perspectivas de crescimento da economia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,81% no dia, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,44%.

O índice de Hong Kong Hang Seng subiu 0,33%, enquanto o China Enterprises Index ganhou 0,9%.

Três quartos da população de 22 milhões de Pequim fez fila nesta terça-feira para testes de Covid-19, uma vez que as autoridades da capital chinesa buscam conter o surto da doença e evitar um lockdown como em Xangai.

"Nesta semana, a atenção do mercado deverá mudar de Xangai para Pequim, já que a piora na situação da Covid-19 na capital da China pode ter uma influência mais profunda na trajetória futura da estratégia de Covid zero", disse o Nomura em nota.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,41%, a 26.700 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,33%, a 19.934 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,44%, a 2.886 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,81%, a 3.784 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,42%, a 2.668 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,14%, a 16.644 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,53%, a 3.322 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 2,08%, a 7.318 pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos