Ações da Multilaser sobem mais de 10% na estreia na Bolsa, na contramão do Ibovespa

·4 minuto de leitura

RIO — Em sua estreia na Bolsa de Valores, as ações da MUltilaser (MLAS3) disparavam no início do pregão. Por volta de 12h20, os papéis eram negociados a R$ 12,41, alta de 11,89%. O movimento estava na contramão do Ibovpespa, que cedia 0,20%, aos 125.673 pontos, sendo pressionado pelo desempenho ruim de empresas importantes, como a Petrobras e a Vale.

A empresa levantou pelo menos R$ 1,91 bilhão em um IPO na terça, vendendo seus papéis por R$ 11,10 — menos de 3% acima do piso da faixa indicativa da oferta, que ia de R$ 10,80 a R$ 13.

O dólar alternava leves altas e baixas ante o real no início desta quinta-feira, acompanhando o movimento da divisa no exterior. Os investidores monitoram a temporada de balanços, enquanto repercutem novos dados de emprego nos Estados Unidos e o anúncio da reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE).

Por volta de 12h20, a moeda americana era negociada a R$ 5,2048, alta de 0,28%.

Após um sentimento de temor em relação à disseminação da variante Delta do coronavírus assustar os mercados na segunda-feira, os investidores retomaram o apetite ao risco, o que reflete em um desempenho melhor das bolsas pelo mundo.

A temporada de balanços positivas no exterior também ajuda a impulsionar os negócios tanto lá fora quanto na nossa Bolsa.

Na Europa, o BCE prometeu manter as suas taxas de juros inalteradas, assim como o valor dos seus programas de compras de ativos, que permanece com o montante total de 1,85 trilhão de euros e tem duração prevista até março do ano que vem.

"O Conselho espera que as taxas de juros do BCE permaneçam em seus níveis atuais ou mais baixos até que veja a inflação alcançar 2% bem antes do fim do seu horizonte de projeções e de forma duradoura”, disse o banco, em comunicado.

A reunião de hoje foi a primeira, após o banco anunciar, no início do mês, a mudança na sua na sua estrutura de política monetária no longo prazo, a fim de acomodar uma inflação mais alta.

Em entrevista, após o anúncio, a presidente do banco, Christine Lagarde, ressaltou que uma nova onda da pandemia pode representar um risco à recuperação econômica da zona do euro

— A reabertura de grandes partes da economia está apoiando uma recuperação vigorosa no setor de serviços. Mas a variante Delta do coronavírus pode prejudicar essa recuperação nos serviços, especialmente no turismo e hospedagem — disse Lagarde, ponderando que os riscos para a economia ainda estão "amplamente equilibrados".

Nos Estados Unidos, foram anunciados novos dados sobre os pedidos iniciais de seguro-desemprego.

Segundo o Departamento do Trabalho americano, eles aumentaram em 51 mil, para um número com ajuste sazonal de 419 mil na semana encerrada em 17 de julho, acima das expectativas do mercado, que estavam na casa dos 350 mil.

“Ativos de risco estão amanhecendo em tom positivo pelo 3º dia consecutivo, na medida em que o otimismo com resultados corporativos se sobrepõe aos receios relacionados à disseminação da variante Delta”, escreveram analistas da Guide Investimentos, em nota matinal.

Petrobras e Vale caem

Entre as ações, as ordinárias da Petrobras (PETR3, com direito a voto) cediam 0,87% e as prederenciais (PETR4, sem direito a voto), 0,45%.

As ordinárias da Vale (VALE3) tinham queda de 1,43% e as da Siderúrgica Nacional (CSN3), de 1,05%, em mais um dia de queda do preço do minério de ferro negociado na China.

As preferenciais da Usiminas (USIM5) caíam 0,05%.

No setor financeiro, as preferenciais do Itaú (ITUB4) e do Bradesco (BBDC4) cediam 0,92% e 1,27%, respectivamente.

Bolsas no exterior

As bolsas americanas operavam com direções contrárias. Por volta de 12h20, no horário de Brasília, o índice Dow Jones cedia 0,02%. No S&P, havia alta de 0,08% e, em Nasdaq, de 0,16%.

Na Europa, as bolsas apresentavam sinais mistos, com os investidores repercutindo o anúncio do BCE. Também por volta de 12h20, em Brasília, a Bolsa de Londres tinha queda de 0,55%. Em Frankfurt e Paris, as altas eram de 0,53% e 0,28%, respectivamente.

As bolsas asiáticas fecharam em alta, O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, subiu 0,58%. Em Hong Kong, houve alta de 1,83% em na China, de 0,34%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos