Ações da Petrobras desabam após empresa reduzir preço do combustível em razão de protestos de caminhoneiros

REUTERS/Ricardo Moraes

SÃO PAULO (Reuters) - As ações da Petrobras desabavam na bolsa brasileira nos primeiros negócios desta quinta-feira, após a companhia anunciar que reduzirá em 10 por cento o valor do diesel nas refinarias a partir desta quinta-feira, em uma decisão "excepcional" devido aos protestos dos caminhoneiros, que deve resultar em perda de 350 milhões de reais em receita para a companhia.

Às 10:21, as preferenciais caíam 14 por cento e os papéis ordinários perdiam 13,7 por cento, enquanto o Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, recuava 2 por cento.

Analistas cortaram a recomendação dos papéis da companhia, citando preocupação com aumento dos riscos de interferência política na estatal. Entre as casas que rebaixaram a avaliação dos papéis estão Credit Suisse, Morgan Stanley e Itaú BBA. "As regras do jogo mudaram" destacou o analista André Hachem, do Itaú BBA, que cortou a recomendação para 'market perform'.

(Por Paula Arend Laier)