Ações da Petrobras negociadas no exterior desabam após troca na presidência da empresa

João Sorima Neto e Henrique Gomes Batista
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO- Após o anúncio do presidente Jair Bolsonaro de que iria destituir Roberto Castello Branco do comando da Petrobras, as ações da empresa negociadas na Bolsa de Nova York, as ADRs, registram queda de 15% no “after market”, que são as negociações fora do horário regular.

A queda veio depois de um tombo de 7% na cotação dos papéis durante o dia.

- É uma ingerência política na Petrobras e isso nunca é bem visto pelo mercado. Os investidores reagem mal e na próxima segunda-feira a queda das ações da Petrobras por aqui deve ser pior do que nesta sexta, quando as ações caíram mais de 7%. O nomeado para o cargo não tem experiência na área, o que deve refletir negativamente no valor das ações - disse Bruno Athos, especialista de renda variável da Ável investimentos.