Ações da Pinterest sobem com crescimento de receita após pandemia

Por Vansh Agarwal e Shreyaa Narayanan

BENGALURU (Reuters) - A Pinterest divulgou na quinta-feira receita trimestral acima das estimativas, tornando-se um raro ponto positivo no setor de mídia social e elevando as ações da plataforma de compartilhamento de imagens.

A rede social voltou ao crescimento de usuários de julho a setembro após três trimestres seguidos de declínio, com seus usuários ativos mensais globais subindo 2,8% sequencialmente a 445 milhões, acima das estimativas da Factset de 437,4 milhões.

Parte do crescimento foi impulsionado por uma atualização do sistema operacional iOS 16 da Apple em setembro, disse o chefe financeiro Todd Morgenfeld em conferência com analistas.

Ele acrescentou que as vendas de anúncios foi impulsionada pelo fato de que uma grande parte das vendas de anúncios do Pinterest vem de comércio eletrônico e bens de consumo.

"O que prejudicou o Pinterest antes (durante a pandemia) está ajudando agora", disse Thomas Forte, analista da D.A. Davidson, citando foco da empresa no varejo e bens de consumo.

"A maior oportunidade daqui para frente é encontrar uma maneira de impulsionar o engajamento incremental na plataforma e fazer com que os usuários ativos mensais voltem a crescer e melhorar a monetização, já que o crescimento está diminuindo."

A receita do trimestre do Pinterest aumentou 8%, para 684,6 milhões de dólares. Embora o ritmo tenha sido o mais lento em quase dois anos, o número ficou bem acima da estimativa média dos analistas de 666,7 milhões de dólares, segundo a Refinitiv.

A receita média global da empresa por usuário saltou 11%, a 1,56 dólares. O lucro ajustado chegou a 0,11 dólar por ação, acima das estimativas de analistas de 0,06 dólar por ação.