Uber bate recorde de usuários e dobra faturamento, para US$ 8,1 bi. Ações disparam

A Uber divulgou nesta terça-feira seus resultados financeiros do segundo trimestre que superaram as previsões de analistas. O faturamento do grupo dobrou, para US$ 8,1 bilhões, com uma demanda consistente de clientes por corridas e entregas de comida apesar da alta da inflação.

As ações da empresa eram negociadas em alta de 11% por volta das 8h30min, após terem subido até 15% nas operações de pré-mercado na Bolsa de Nova York.

Analistas previam um resultado mais modesto, de US$ 7,4 bilhões de faturamento na média das projeções. A empresa informou ainda que 122 milhões de pessoas usam a plataforma por mês, número que também superou a estimativa do mercado, que era de 120,5 milhões.

Nos três meses encerrados em junho, a empresa movimentou US$ 29,1 bilhões com corridas, entregas de comida e encomendas, um avanço de 33%. Este valor e o número de usuários na plataforma foram recordes, segundo o CEO da empresa, Dara Khosrowshahi.

"No último trimestre, desafiamos o nosso time a bater as metas de lucro ainda mais rápido do que planejamos, e entregamos", afirmou Khosrowshahi, em comunicado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos