Ações intensificadas contra o islã radical

O presidente francês, Emmanuel Macron, disse que vai intensificar ações contra o islã radical no país. Entre as medidas anunciadas, nesta terça-feira, está a dissolução do coletivo pró-palestino Cheikh Yassine, cujo fundador foi detido no âmbito das investigações sobre a decapitação de um professor que exibiu caricaturas de Maomé.