Ações de Magalu e Natura caem mais de 17% em dia de balanços negativos e cenário desafiador para o varejo

·3 min de leitura

RIO — As ações da Magazine Luiza e da Natura lideraram as quedas do Ibovespa nesta sexta-feira, despencando mais de 17% no fim do pregão. O movimento de baixa ocorreu após a divulgação dos balanços das companhias para o terceiro trimestre, que surpreenderam negativamente o mercado. Para analistas, a queda nos lucros das empresas reflete o cenário macroeconômico desafiador enfrentado pelo setor de varejo no Brasil, em meio à inflação elevada e taxas de juros cada vez mais altas.

— O setor tem sofrido recentemente principalmente pela situação macro atual, com a alta dos juros e a perspectiva de continuarem subindo, junto com a inflação, que tiram o poder de compra da população, o que impacta diretamente esse setor — avalia Pietra Guerra, especialista em ações da Clear Corretora.

Os papéis ordinários da Magalu (MGLU3) encerraram o pregão em baixa de 18,32%. A companhia registrou queda de 89,5% no lucro líquido ajustado, que passou de 215,9 milhões no terceiro trimestre do ano passado para R$ 22,6 milhões no último trimestre.

O impacto negativo veio das lojas físicas da rede, com queda de 8% nas vendas. O e-commerce, por sua vez, superou as expectativas, atingindo R$ 10 bilhões em vendas pela primeira vez no trimestre, e representando 72,46% das vendas totais.

No trimestre, as vendas incluindo lojas físicas, e-commerce com estoque próprio e marketplace cresceram 12%, para R$ 13,8 bilhões, reflexo do aumento de 22% no e-commerce total.

O Ebitda ajustado atingiu R$ 351 milhões, contra R$ 546 milhões no mesmo trimestre do ano anterior.

— O e-commerce da Magalu veio em linha com o que o mercado esperava, mas o grande problema foram as lojas físicas. Elas costumam comercializar principalmente os bens duráveis, que tendem a sofrer mais com o cenário de baixo crescimento e juros mais altos, já que são mais caros e normalmente comprados com parcelamento — explica Rodrigo Crespi, especialista de mercado da Guide.

No primeiro semestre, a Magalu havia anunciado um plano robusto de expansão com lojas físicas, incluindo um projeto de abertura de 50 lojas no Rio de Janeiro.

No relatório do trimestre, a diretoria da Magalu aponta que o atualcenário econômico é "turbulento e desafiador" para as empresas de varejo.

"Esse temporal macroeconômico não impediu que nossas vendas totais continuassem a crescer, mesmo sobre uma base decomparação muito elevada, como foi a do período entre julho e setembro de 2020. Mas fez com que nossa rentabilidade, notrimestre, ficasse num patamar abaixo daquele que temos apresentado de forma consistente e recorrente", destaca a companhia.

Natura adia expectativas de crescimento

As ações ordinárias da Natura (NTCO3), por sua vez, caíram 17,54%. A empresa registrou queda de 28,5% no lucro líquido do terceiro trimestre na comparação com mesmo período de 2020.

A receita consolidada da empresa, dona das marcas Natura, Avon, The Body Shop e Aesop, também caiu 4,2% na base anual, para R$ 9,5 bilhões.

O Ebitda ajustado atingiu R$ 819,1 milhões, ficando acima dos R$ 811,2 milhões registrados no ano anterior.

Para Pietra Guerra, da Clear, o principal destaque do balanço da companhia foi a mudança no guidance, com o anúncio de que a Natura adiou a expectativa de atingir 14% a 16% demargem Ebitda para 2024, ante a projeção anterior de atingir esse objetivo em 2023. Hoje, a margem do Ebitda está em 8,6%.

Em seu relatório, a Natura destaca o "ambiente operacional desafiador", com pressões inflacionária e cambial.

— Tudo isso corrobora a visão de que este é um momento mais adverso para o varejo — ressalta Pietra.

Rodrigo Crespi, da Guide, acredita que a chegada de datas importantes para o varejo, como a Black Friday, o Natal e o verão, pode ajudar a alavancar as vendas do setor e trazer resultados melhores para o último trimestre do ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos