Moranguinho se emociona ao contar que filho quase morreu com crise de hipoglicemia

Moranguinho se emocionou ao contar rotina do filho com diabetes (Foto: Reprodução/Playplus)
Moranguinho se emocionou ao contar rotina do filho com diabetes (Foto: Reprodução/Playplus)

Moranguinho decidiu compartilhar com os integrantes de “A Fazenda 14” o drama que viveu com o filho mais velho, Victor Cardoso, de 23 anos. Em conversa com Iran Malfitano e Pelé Milflows, a dançarina disse que o jovem teve uma crise de hipoglicemia na faculdade.

De acordo com a peoa, a família descobriu a doença de Victor quando ele ficou doente aos 16 anos.

“E a diabetes dele é tipo 1, então não tem 'comprimidinho'. É uso de insulina, o pâncreas para de funcionar. E a adaptação foi bem difícil, porque ele desmaiava, ficava desorientado, acordava perdido”, começou a peoa.

Moranguinho ainda contou que o filho chegou a se machucar algumas vezes por ficar tonto e desmaiar, e ainda lamentou o fato do jovem ter precisado restringir a alimentação.

“Um garoto de 16 anos que quer comer fast food, milkshake e não podia mais comer nada. Tirou tudo. Ele não podia comer nem ketchup, nem mostarda, nem molho de tomate. Quase tudo que você imaginar tem açúcar. Ele emagreceu. Nossa, foi muito difícil. Aí ele foi ficando melhor, foi se adaptando. Hoje, graças a Deus, é muito tranquilo. Já tem oito anos [do diagnóstico]”, contou.

A peoa também detalhou a rotina do filho, que precisa de aplicações de insulina para se alimentar e revelou hematomas por conta do medicamento.

“Ele fura os dedos pra comer, usa insulina três a quatro vezes por dia. Ele já conhece os sintomas de quando [a glicose] está alta, quando está baixa. A barriga dele é toda cheia de nódulo, porque ele aplica [insulina] na barriga ou na perna”, disse.

Moranguinho garantiu que Victor leva uma vida normal apesar dos cuidados com a alimentação e lembrou emocionada de quando o filho teve um episódio de hipoglicemia na faculdade.

“Ele se sentiu mal e apagou, deitado, em cima da mesa. O professor achou que ele estivesse dormindo, os amigos também. Terminou a aula, o professor chamou e ele não respondeu à chamada. O amigo cutucou e ele não respondeu. Aí o amigo falou: 'Professor, eu acho que alguma coisa aconteceu com o Victor'”, lembrou a dançarina.

Ao ser questionado pelos colegas de confinamento se as pessoas na faculdade não sabiam que Victor era diabético, Moranguinho respondeu que o filho tinha vergonha de contar sobre a doença.

“Ele nunca falou pra ninguém na faculdade, com vergonha. E sabe o que acontece? Um garoto novo, quando tem esse tipo de situação, o que as pessoas acham que é? Droga. Eles acharam que ele estava tendo uma overdose. A sorte é que a faculdade tem uma p*ta estrutura, ambulância, paramédico, tudo. Já começaram a fazer massagem cardíaca nele. Nisso, uma pessoa abriu a bolsa dele e viu a insulina. Ali a enfermeira colocou glicose na boca dele, colocaram ele na ambulância e levaram pro hospital”, revelou.

A dançarina disse que, quando chegou ao hospital, o médico afirmou que por pouco o rapaz não entrou em coma.

“Eu fiquei em pânico. Ele com o olho virado, boca roxa, xixi na roupa. Já tinha perdido todos os sentidos. Quase perdi meu filho. E sabe por quê? Ele malhou e, quando saiu da academia, não comeu carboidrato. Então [o açúcar no sangue] baixou muito, ele teve uma hipoglicemia. E, para um diabético, que [a glicose] está sempre alta, quando cai, é pior. E ele ainda não sabia reconhecer esse sintoma”, concluiu Moranguinho.