"A pessoa gosta de ficar na rua", diz Bia Doria sobre pessoas em situação de vulnerabilidade

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - JUNE 20: Bia Doria and Sao Paulo's governor Joao Doria participates of the March for Jesus on June 20, 2019 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Rebeca Figueiredo Amorim/Getty Images)
Bia Doria e o governador João Doria na Marcha para Jesus, em 2019 (Foto: Rebeca Figueiredo Amorim/Getty Images)

A primeira dama de São Paulo, Bia Doria, esposa do governador João Doria (PSDB) afirmou que pessoas em situação de vulnerabilidade gostam de estar na rua, porque preferem não ter as responsabilidades exigidas nos abrigos oferecidos pelo governo.

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

A declaração foi dada à socialite Val Marchiori e publicada no Instagram. Ela disse que foi visitar a amiga Bia Doria para saber como estão os projetos sociais em São Paulo.

“Não é correto você chegar e dar marmita, porque a pessoa tem que se conscientizar que ela tem que sair da rua. Porque a rua hoje é um atrativo, a pessoa gosta de ficar na rua”, afirmou Bia Doria.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Val Marchiori complementou e disse que, nos abrigos, eles têm horário para entrar e responsabilidades, como a limpeza, “e eles não querem”.

“Não querem, a pessoa quer a comida, quer a roupa, quer uma ajuda e não quer ter responsabilidade, e isso está muito errado”, seguiu Bia Doria.

Leia também

A socialite ainda parabenizou Bia Doria e disse que o Palácio dos Bandeirantes, onde a entrevista aconteceu, está lindo com as obras da primeira-dama, que é artista. Bia garantiu que é um empréstimo, já que o governador gosta muito de arte.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.