AB InBev registra forte queda do lucro líquido no 3º trimestre

·1 minuto de leitura
Logotipo da AB InBev na entrada da sede do grupo em Leuven (Bélgica), em 25 de fevereiro de 2016
Logotipo da AB InBev na entrada da sede do grupo em Leuven (Bélgica), em 25 de fevereiro de 2016

O grupo de capital belga e brasileiro AB InBev, número um mundial do setor de cervejas, registrou no terceiro trimestre uma queda de um terço do lucro líquido, a 1,58 bilhão de dólares, devido às consequências persistentes da pandemia de covid-19.

"Apesar de anteciparmos um resultado melhor no segundo semestre na comparação com o primeiro, o contexto continua instável, em particular porque alguns governos prolongam as medidas restritivas em vários mercados", afirmou o grupo em comunicado.

No terceiro trimestre do ano passado, o lucro líquido foi de US$ 2,14 bilhões.

O grupo AB InBev, conhecido pelas marcas Budwiser, Stella Artois e Corona, entre outras, registrou um aumento da atividade no período de julho a setembro, verão no hemisfério norte.

"Os consumidores se adaptaram rapidamente à nova realidade e optaram por consumir em casa e às compras no comércio eletrônico", indicou a empresa.

As vendas de cerveja aumentaram 2,6% "apesar do contexto mundial de restrições permanentes", que afetam bares, restaurantes e hotéis.

Apesar de um aumento das vendas de cerveja, o grupo registrou uma queda de 2,7% do faturamento, a 12,82 bilhões de dólares no terceiro trimestre, devido à queda nas vendas de outras bebidas.

O excedente operacional bruto caiu levemente (-0,8%), a 4,89 bilhões de dólares.

Nos primeiros meses do ano, o lucro líquido diminuiu quase 77%, a 1,65 bilhão de dólares, contra 7,12 bilhões no mesmo período de de 2019.

O faturamento caiu 6,8%, a 34,11 bilhões de dólares.

No ano de 2019, AB InBev teve lucro de US$ 8,09 bilhões.

aro/oaa/zm/mar/fp