Abel Ferreira, do Palmeiras, vira opção a Jorge Jesus no Benfica, mas reitera permanência e toca planejamento

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Abel Fernando Moreira Ferreira
    Futebolista português
  • Jorge Jesus
    Treinador e ex-futebolista português

A saída de Jorge Jesus do Benfica não movimentou apenas o Flamengo e o Atlético-MG. O clube português, antes mesmo da demissão, sondou Abel Ferreira, do Palmeiras.

Segundo O JOGO de Portugal informou, o treinador recebeu algumas semanas atrás uma consulta, numa altura em que a saída de Jorge Jesus começou a amadurecer.

No entanto, a reportagem do GLOBO consultou fontes no Palmeiras que indicam que não há chance de saída no momento, e o técnico segue com o planejamento do ano de 2022.

De férias em Portugal, Abel Ferreira indicou internamente que fica no Brasil. O clube paulista ofereceu contrato até 2024 ao treinador, mas ainda não houve anúncio oficial.

Nas conversas com a diretoria do Palmeiras, o treinador trata sobre a próxima temporada e fala em tom de permanência desde o começo do mês. O que deu alívio ao integrantes do clube.

O diretor Anderson Barros, que não estava garantido em 2022, também toca o planejamento e já deu sinais internos de que não deixa a equipe. O treinador elogiou repetidas vezes o diretor de futebol, cujo contrato chega ao fim em dezembro, e pediu para que ele continuasse no Palmeiras

A manuntenção da dupla virou prioridade da nova presidente do Palmeiras, Leila Pereira, que venceu a eleição e assume o cargo no próximo dia 15 de dezembro.

Após o bicampenato da Libertadores, Abel Ferreira deixou no ar seu futuro à frente do clube. O português reclamou do calendário do futebol brasileiro. E afirmou que conversaria com a família sobre os próximos passos.

— Sou grato ao futebol brasileiro. Mas tudo no tempo de Deus. Pude me juntar a grandes homens para ganhar títulos. O clube já demonstrou sua vontade de que eu fique. Estou muito grato ao Maurício, à Leila, mas preciso fazer uma reflexão com minha família — frisou, para completar em seguida: — É desumano, o que se faz aqui. É muito desgastante. Tudo isso no tempo de Deus. Vou parar para refletir e pensar no que for melhor, acima de tudo, para o Palmeiras.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos