ABL elege novo ocupante da cadeira 20 na próxima quinta-feira

·1 min de leitura

A Academia Brasileira de Letras (ABL) realizará eleição, no próximo dia 11, para escolha do novo ocupante da cadeira 20, que ficou vaga com a morte do jornalista Murilo Melo Filho, em 27 de maio de 2020.

Concorrem à sucessão o compositor, cantor e compositor Gilberto Gil; o poeta Salgado Maranhão; e Ricardo Daudt. Será eleito aquele que alcançar a maioria absoluta dos votos. Após a votação, o presidente da ABL, professor Marco Lucchesi, procederá à tradicional queima dos votos.

Já ocuparam a cadeira 20 Salvador de Mendonça (fundador), Emílio de Meneses, Humberto de Campos, Múcio Leão e Aurélio de Lyra Tavares.

No dia 18, três candidatos disputam a cadeira 12, que pertenceu ao crítico literário Alfredo Bosi: Paulo Niemeyer, Joaquim Branco e Daniel Munduruku. No dia 25, a cadeira 39, deixada vaga com a morte do ex-vice-presidente da República e advogado Marco Maciel, será disputada por seis candidatos: José Paulo Cavalcanti, Ricardo Cavaliere, Godofredo de Oliveira Neto, Luiz Coronel, Camilo Martins e Leandro Gouveia.

No dia 16 de dezembro, a disputa pela cadeira 2, que pertenceu ao filósofo Tarcísio Padilha, terá dez concorrentes. São Sérgio Bermudes, Gabriel Chalita, Eduardo Giannetti da Fonseca, Sâmia Macedo, Antônio Hélio da Silva, José Humberto da Silva, Eloi Angelos Ghio D’Aracosia, Jeff Thomas, José William Vavruk e Joana Rodrigues Alexandre Figueiredo.

A última eleição prevista este ano ocorrerá em dezembro, para escolha do substituto de Marco Lucchesi na presidência da ABL.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos