Abrandamento da economia na zona euro para 0,3% em 2023

A economia da zona euro abranda para 0,3% em 2023. A Comissão Europeia reduziu a previsão de crescimento económico para o próximo ano, prevendo que 19 países que utilizam o euro entrem em recessão, no último trimestre do ano.

O pico da inflação prolonga-se há mais tempo do que o esperado; a elevada incerteza; os altos preços da energia e dos combustíveis comprometem o poder de compra dos consumidores.

O potencial para mais perturbações económicas devido à guerra da Rússia está longe de estar esgotado.

A UE espera que a recessão atinja a Europa à medida que a inflação se agrava. A Alemanha, a maior economia da Europa e uma das mais dependentes do gás natural russo, antes da guerra na Ucrânia, será, provavelmente, o país com pior desempenho, com uma perspetiva de diminuição da produção de 0,6%, durante o próximo ano. O esperado é que a inflação desacelere para 6,1% na zona euro e 7% na UE, em 2023. No entanto, são números muito acima da meta de inflação definida pelo Banco Central Europeu - a rondar os 2%.