ABRAS não divulgou carta apoiando manifestações

·1 minuto de leitura
  • Carta compartilhada nas redes sociais não foi assinada pela ABRAS

  • Entidade afirma que não possui vínculo político-partidário com quaisquer organizações

  • Mobilização marcada para a próxima semana é organizada apenas por caminhoneiros autônomos

Uma nota supostamente assinada pela Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) apoiando as manifestações favoráveis ao presidente Jair Bolsonaro no próximo dia 7 de setembro tem sido divulgada nas redes sociais. A carta é falsa.

No documento com data de 1º de setembro, a entidade estaria comunicando os seus associados “sobre um possível desabastecimento em decorrência das manifestações”. A carta ainda recomenda que as pessoas façam estoque de alimentos e diz que “a adesão dos caminhoneiros, da agricultura brasileira e do Presidente da República Jair Bolsonaro representam um problema para os varejistas e distribuidores, que temem que a semana seguinte ao protesto seja tomada por bloqueios de rodovias e greves de transportadores”.

Carta divulgada nas redes sociais em nome da ABRAS é falsa. A entidade não publicou nenhum documento apoiando as manifestações da próxima semana (Reprodução/WhatsApp)
Carta divulgada nas redes sociais em nome da ABRAS é falsa. A entidade não publicou nenhum documento apoiando as manifestações da próxima semana (Reprodução/WhatsApp)

A assessoria da ABRAS informou ao Yahoo Brasil que o documento não foi assinado pela associação e disse ainda que não possui vínculo político-partidário com quaisquer organizações. Nas redes sociais da entidade, como Facebook, Instagram e LinkedIn, o documento também foi desmentido. Na nota, a empresa diz que:

“A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) informa que é falsa a carta que circula em nome da entidade em decorrência das manifestações do Dia 7 de Setembro. A ABRAS, como representante de um setor de enorme relevância para a sociedade e para a economia, estabelece uma respeitosa e colaborativa relação com todos os Poderes da República, visando sempre contribuir com o desenvolvimento do Brasil. A entidade condena veementemente o uso de seu nome e logotipo antigo na produção de uma notícia completamente falsa.”

Leia também:

De fato existe uma mobilização organizada por motoristas de caminhão marcada para a próxima semana. Conforme verificado pelo Yahoo Brasil o ato, contudo, é organizado apenas por alguns setores da categoria. A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM) e a Federação dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas e Bens do Estado do Espírito Santo (FETAC-ES) disseram à reportagem que os caminhoneiros não vão aderir ao ato e que a organização de uma possível greve está sendo feita por setores autônomos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos