Abstenção de mais de 56% na eleição para Constituinte do Chile

Os candidatos independentes surpreenderam os partidos tradicionais e conquistaram mais de 46% dos votos na consulta para eleger os representantes da da Convenção Constituinte que vai redigir a nova Carta Magna do Chile. O índice de abstenção de 56,6% chamou a atenção, mesmo com dois dias de votação para evitar aglomeração em meio à pandemia de covid.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos