Acadêmicos do Tatuapé desfila com samba sobre o Preto Velho

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A penúltima escola a passar na avenida na madrugada deste sábado (23) foi a Acadêmicos do Tatuapé, com um samba enredo em referência ao Preto Velho, uma entidade da religião de matriz africana representada por um homem negro idoso.

O samba enredo da escola traz o trecho "Saravá, saravá / Preto velho mirongueiro / Saravá / É a luz desse terreiro / Adorê as almas, irmão café / Odara ê, Tatuapé", fazendo uma saudação a entidade.

A Acadêmicos do Tatuapé teve o seu auge em 2017, quando conquistou pela primeira vez o título na elite do Carnaval paulistano, com o samba enredo "Mãe África conta a sua história: do berço sagrado da humanidade à abençoada terra do grande Zimbábwe".

O segundo carro da Tatuapé quebrou ao entrar na avenida. O problema causou tensão entre os integrantes da escola, que pode perder pontos por causa do imprevisto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos