Academias, barbearias e salões de beleza continuarão fechados, diz Doria

ARTUR RODRIGUES
***FOTO DE ARQUIVO*** SÃO PAULO - SP - BRASIL - 29.04.2020 - VISITA AO HOSPITAL DE CAMPANHA. O governador, João Dória (PSDB), e o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, durante visita técnica ao Hospital de Campanha do ginásio do Ibirapuera. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador João Doria (PSDB) afirmou nesta quarta-feira (13) que academias de ginástica, salões de beleza e barbearias devem continuar fechadas no estado de São Paulo.

A declaração foi dada em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, zona oeste de São Paulo.

A inclusão pelo governo de Jair Bolsonaro (sem partido) de academias, salões de beleza e barbearias como atividades essenciais durante a pandemia do novo coronavírus levou a reações de governadores, que disseram que não vão seguir a orientação.

"Sobre o decreto presidencial relativo a academias de ginástica e salões de beleza, aqui em São Paulo o governo respeita e ouve o seu secretário da Saúde, o seu comitê da Saúde. Comitê de saúde e secretário indicam que ainda não temos condições sanitárias seguras para autorizar a abertura academias, salões de beleza e barbearias neste momento", disse Doria.

"Nosso maior respeito por esses profissionais é garantir a sua vida, sua existência e sua saúde", acrescentou.

Segundo Doria, até dia 31 de maio nenhuma alteração será feita na quarentena de São Paulo.