Acidente na BR-230 deixa 13 mortos na PB

Treze pessoas morreram devido a um acidente envolvendo uma van, um carro de passeio e um caminhão carregado com estacas de madeira, às 22 horas de ontem (4) no km 300 da BR-230, perto do município de São Mamede, região da Borborema, na Paraíba.

Morreram 12 dos 13 passageiros da van - todos do município de Patos, a 330 quilômetros de João Pessoa - e o seu motorista, José Alves de Torres, 52 anos. Entre eles uma mulher com os filhos de 11 e seis anos que moravam em São Paulo e iam passar o fim do ano com a família. De acordo com o inspetor chefe da seção de fiscalização e policiamento da Policia Rodoviária Federal na Paraíba (PRF-PB), Lucas Lucena, a van teria tentado ultrapassar o carro - um Fiat Palio - batendo de frente com o caminhão.

O único sobrevivente da van, o adolescente Denis Lacerda Araújo, de 16 anos, se encontra na UTI do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, a 122 quilômetros da capital, em estado grave, mas estável. Os corpos das vítimas foram removidos para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Patos e de Campina Grande, para identificação antes de serem liberados para os enterros. Até o final da tarde de hoje, dez dos 13 corpos haviam sido identificados.

O irmão do motorista da van, João Alves de Torres, que morava em Patos, não acredita que ele tenha provocado o acidente. Segundo ele, José era motorista cuidadoso e fazia o trajeto Patos/João Pessoa/Patos quase diariamente. Ele trabalhava para o dono do veículo. De acordo com João, a van está regularizada e tinha alvará da prefeitura de Patos para realizar transporte intermunicipal. A PRF investiga o acidente.

"Não posso imaginar o que aconteceu, só a perícia vai dizer", afirmou João, ao lamentar a tragédia, que considerou "uma fatalidade".

Carregando...
 

YAHOO NOTÍCIAS NO FACEBOOK

Siga o Yahoo Notícias