Acionista da Cosan e mais 6 morrem em queda de avião em Piracicaba (SP); câmera de condomínio registrou acidente

·2 minuto de leitura

O empresário Celso Silveira Mello Filho, de 73 anos, sua esposa e três filhos estão entre as sete vítimas fatais da queda do avião bimotor King Air 360 de prefixo PS-CSM em Piracicaba (SP), nesta terça-feira. Ao todo, sete pessoas morreram, incluindo piloto e co-piloto da aeronave.

O avião era operado, segundo dados da Anac, pela CSM Agropecuária, empresa de propriedade de Silveira. O empresário era acionista da Cosan e irmão de Rubens Ometto, presidente do conselho de administração e controlador da companhia. O Grupo Cosan atua no setor sucroalcooleiro e ainda controla Comgás (distribuidora de gás), Rumo (operadora logística), Moove (de lubrificanetes), além de ter participação relevante na Raizen (distribuidora de combustíveis).

Em nota, a Cosan confirmou e lamentou a morte do empresário e dos demais ocupantes da aeronave.

Além de Celso Silveira Mello Filho, morreram sua esposa, Maria Luiza Meneghel, de 71 anos, e seus três filhos: Camila, de 48 anos; Fernando, de 46 anos; e Celso, de 43 anos. O piloto Celso Elias Carloni, de 39 anos, e o copiloto Giovani Gulo, de 24, também estão entre as vítimas.

A aeronave havia acabado de decolar do aeroporto da cidade, por volta das 9h, quando acabou perdendo altura e chocou-se contra o solo, a apenas dois quilômetros de distância. Segundo o corpo de bombeiros, todos os sete ocupantes foram carbonizados.

Com a explosão, chamas se espalharam pelo local, que fica próximo à Rua Cezira Giovanoni Moretti, que dá acesso aos campus do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e da Faculdade de Tecnologia de Piracicaba (Fatec). O Corpo de Bombeiros de SP informou que atua com seis viaturas, e que ainda não há informação sobre a identidade das sete vítimas; os corpos acabaram consumidos pelas chamas.

Celso Silviera nasceu em Piracicaba, e manteve negócios no setor da agropecuária nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Pará. Também foi presidente do time de futebol XV de Piracicaba entre 1988 e 1992. No Pará, o empresário criou ainda a Faculdade de Ensino Superior da Amazônia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos